Lesões de pele em recém-nascidos prematuros internados numa Unidade de Terapia Intensiva Neonatal

Fernanda Cavalcante Fontenele, Maria Vera Lúcia Moreira Leitão Cardoso

Resumo


Objetivamos identificar e descrever as características das lesões de pele que acometeram os recém-nascidos pré-termos (RNPT) internados numa Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). Estudo exploratório descritivo, quantitativo. Constituíram a amostra todos os RNPT’s internados na UTIN de uma maternidade pública, que apresentaram lesões durante o período da coleta de dados; cujos pais autorizaram sua participação nesta pesquisa. Aplicamos a observação direta aos recém-nascidos durante a prestação da assistência, a fim de detectar cada lesão que surgisse na pele. As áreas corporais onde mais ocorreram lesões foram na face e no couro cabeludo, sendo a maioria, lesões abrasivas hiperemiadas com perda de pequenas áreas da epiderme e lesões de cor escuras sem solução de continuidade, medindo em sua maioria menos de um centímetro. Constatamos que o índice de lesões dérmicas em prematuros ainda é significativamente alto, apesar de todos os cuidados dispensados com a pele destes.

Descritores: Recém-nascido; Lesão; Pele; Prematuridade.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

SciELO - Scientific Electronic Library Online